O Portal da sua Alimentação Espiritual

Assim como o Pai que vive, Me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai,também quem de Mim se alimenta, por Mim viverá. Jo 6:57

REGANDO A SEMENTE

09/05 – Mensagem de edificação às 10:30h

Certo homem de posição perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe. Replicou ele: Tudo isso tenho observado desde a minha juventude. Ouvindo-o Jesus, disse-lhe: Uma coisa ainda te falta: vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-me. Mas, ouvindo ele estas palavras, ficou muito triste, porque era riquíssimo.
Lucas 18:18‭-‬23

Muitas vezes fomos à esta passagem para extrair Unção, Vida e Força e houveram experiências maravilhosas nesse texto às quais são proveitosas para adequar nossa vida a Cristo. O processo de purificação judicial e orgânico depende de experiências que o próprio Senhor proporciona e por isso temos que ir à mesa diariamente para agradar nosso marido, o Cristo.

Infelizmente muitos regridem e paralisam neste caminho. Estamos sendo preparados para um casamento eterno, em breve o Senhor nos levará às suas bodas e temos que abandonar as práticas pecaminosas e eliminar o domínio das trevas sobre a nossa alma.

O jovem rico não sabia o que era entrar no Reino dos céus, pois isto não é questão de conhecimento, autoaperfeiçoamento ou auto reforma, mas Vida fluente do Espírito. O jovem rico não compreendia a Verdade e a Economia Divina. Os mandamentos que ele obedecia não necessitavam do negar-se para serem cumpridos.

Se entendêssemos nossa condição diante de Deus, teríamos revelação que não merecemos nada e que estamos vivos, e estamos no Reino por piedade e amor Divino. Precisamos ter revelação dessa Verdade para a carne ser arrefecida.

O constrangimento limita as trevas e a mansidão, humildade e simplicidade vêm pelo constrangimento. Nós não sabemos o que precisou acontecer para estarmos no Reino.

A Igreja está engolfada numa vida independente de Deus por causa do amor próprio. Não estamos prontos!

Temos que nos negar para amar o Senhor, e Amar o Senhor é uma “decisão” que vai contra nós mesmos. Estamos tão fracos no aspecto da fidelidade e dependência de Deus. Nossa “auto-reforma” é tão grande que achamos que com isso agradamos a Deus.

Estamos nos enganando e o tempo está passando e temos “pouco” tempo. Vamos prestar atenção nisso, pois precisamos amar o Senhor para entrar nas bodas.

Deus abençoe. Assista a mensagem na íntegra no canal no Youtube https://youtu.be/Ki4sZIrSwGs

Dica: Temos que nos negar para amar o Senhor, e Amar o Senhor é uma “decisão” que vai contra nós mesmos.

DESTAQUES DA SEMANA

Ir para o Totpo