Joel

O fim está próximo

Um dos profetas menores, na época de antes da vinda de Jesus, Joel tinha o encargo do Senhor de revelar ao povo a justiça e a injustiça. Nas escrituras, Deus, por meio da boca dele, revela o fim dos tempos, a grande tribulação, o apocalipse e também menciona a manifestação da Igreja gloriosa, o arrebatamento que acontecerá antes da grande tribulação. É como se fosse um alerta, tanto para o povo de Israel naquele tempo, como na atualidade para todos nós de que a segunda vinda de Jesus está bem próxima e é preciso estar de malas prontas; arrependimento, mudança de atitude e uma vida em total dependência de Cristo.

A exortação nunca vem atoa

Quando o povo começa avançar e obter vitorias tanto internamente como externamente, ao invés de buscar mais ainda ao Senhor, pois o perigo mora no sucesso, começa a entrar a preguiça e a autoconfiança, depois vem a religião e finalizando com o pecado de mãos. É preciso estar vigiando, orando e perguntando sempre a Deus sua condição, porque satanás começa a enganar as mentes de que está tudo certo e que não precisa mais trabalhar e depender de Deus. O profeta Joel foi separado por Deus para levar o povo à sobriedade espiritual e uma das recomendações foi o jejum e a oração.

Assuero

Deus faz o que quer independente de posição econômica

O rei Assuero foi o governante da Pérsia entre 486 e 465 a.C,lendo os relatos de sua vida vemos que era muito poderoso com mais de 127 províncias em seu comando e mesmo assim nada ultrapassa a soberania e a vontade de Deus.Para livrar o povo de Deus de ser exterminado, o Senhor providenciou as circunstancias para que uma descendente estivesse no reinado e conseguisse fazer com que a vida dos judeus fosse preservada, que foi a rainha Ester, Deus por meio dela e do tio cumpriu-se a vontade divina na época, levando para os dias de hoje, vemos que nada está fora do controle do Senhor, muitas vezes passa na mente das pessoas que estamos desprotegidos nesse mundo, mas é mentira de satanás, pois Deus sempre cuida dos seus.

A vontade do Senhor prevalece

Esse personagem abre a nossa mente para uma intensificação da nossa fé, porque vemos que em nada satanás ultrapassou os limites, pelo contrário,Deus cuidou de detalhe por detalhe para que aquilo que era do seu desejo não sofresse dano algum, até o amor que o rei sentia por Ester era algo divino, pois Assuero foi contra a sua própria lei em pedido de sua esposa e vemos também quão é importante o auxilio unitário do Corpo de Cristo quando ela pediu que fosse feito um jejum ao povo ser ameaçado de morte.

Acabe

Não procure os próprios interesses

Acabe foi o sétimo rei de Israel,muito influente na época em relação a política,porem, espiritualmente era só ruínas pois não foi fiel a Deus e ainda se casou com uma mulher que adorava deuses pagãos na qual o manipulou para fazer tudo que ela queria em todos os setores, econômico, social e espiritual. Ao casar-se com Jezabel, ele quebrou princípios que o Senhor orientava e isso acarretou muitos problemas a ele e a toda aquela nação.

O temor a Deus é o segredo do sucesso

Todo governante deve temer ao Senhor, senão ele não fará um bom governo para determinada nação, Acabe por capricho quis algo que não era dele e sua esposa planejou uma situação corruptamente para conseguir aquilo que ele queria, essa passagem que aconteceu anos antes da vinda de Jesus, hoje é bem viva pois vemos isso no cenário político global, pessoas que não tem a mínima consciência de ter temor e conhecimento das leis de Deus e fazem de tudo para conseguirem aquilo que satisfaz a si mesmas.

Elcana

O propósito divino sempre prevalecerá

Pai do profeta Samuel,a bíblia relata que em sua vida ele teve durante muito tempo que administrar um conflito entre suas duas esposas, Ana e Penina, Penina era a que conseguia gerar os filhos e Ana não.No enredo dessa historia vemos que Ana sempre era escarnecida e incomodada por Penina, pelo fato dela não ter tido filhos, até que Ana fez um voto, uma oração e Deus a ouviu, dando condições de gerar Samuel, no qual ela entregaria para ele servir integralmente ao Senhor.

Para o novo homem nascer o sofrimento é necessário

Deus ministra princípios espirituais através desse acontecimento nessa família, olhando com olhos carnais muitos defendem Penina e não é o caso de defender uma ou promover a outra,é uma questão da vontade de Deus que estava em jogo naquela situação, trazendo para Nova Aliança vemos que figuradamente Elcana representa Deus, Ana a Igreja espiritual,Penina a Igreja Carnal e Samuel o filho varão.

Dalila

A falibilidade humana

Uma das mulheres que Sansão se relacionou, a palavra relata que ela foi a que ele mais amou. Dalila foi subornada pelos filisteus para descobrir a fonte de força de Sansão, descrito a partir de Juízes 14, na cena ela pede para ele revelar o segredo que ele tinha com Deus, em prova do seu amor por ela. Essa situação trazendo para a nova aliança, onde o Espírito Santo habita em nós,é analisado que Dalila é o velho homem que sempre quer derrubar o cristão, Sansão é o crente carnal  que não se aprofundou em Deus e não depende de Deus,e os filisteus são a nossa carne, que nos aprisionam, o elemento natural que precisa ser exterminado. O inimigo sempre escolhe alguém das fileiras de Deus para fazer uma bobagem contra o plano de Deus e os escolhidos para executarem este plano.

A desobediência atrai maldição

O trunfo que satanás usa por meio de nós é o amor próprio e a autocapacidade em achar que sabemos resolver os nossos próprios problemas, naquele momento era para Sansão consultar o Senhor e não tomar a decisão de acordo com seu entendimento, e além disso ainda tinha o fato das posições estarem trocadas, pois na palavra diz que o cabeça é o homem, e a coluna, a auxiliadora é a mulher,e é visto que Sansão não tomou a posição de cabeça.

Miriã

Com Deus não há regras e nem tradições

Irmã de Moisés e Arão, Miriã em relação a idade era mais velha que os irmãos e isso talvez seria algo que a incomodasse por querer exigir respeito deles, e levando para os dias de hoje, muitos irmãos se consideram melhores ou maiores do que aqueles que recém chegam, sendo que Deus faz aquilo que lhe aprouve, se ele quiser pôr alguma pessoa nova em algum cargo de autoridade, temos que respeitar e não fazer acepções.

A rebelião começa silenciosa

O fato ocorrido em Números 12, onde Miriã e Arão lançaram uma dúvida em relação a comunhão de Moises com Deus, na qual logo após ela ficou com lepra, naquela época na maioria das vezes a lepra significava rebelião contra autoridade e nós sempre pensamos que a rebelião acontece quando a circunstância fica a vista do olho natural, mas não é assim, ela começa minuciosamente as ocultas no nosso intimo, “indo pelas beiradas” até chegar no momento que não se consegue mais esconde-la, brotou no coração deles a inveja pois não aceitavam o fato de Deus ter escolhido Moises para liderar.

O amor próprio nos deixa cegos em relação ao propósito

Vemos algo interessantíssimo na vida dela que podemos pedir para Deus nos mostrar se isso ocorre conosco, toda pessoa com muitos dons,talentos, facilidade de liderar são difíceis de se submeter a alguma autoridade, então fica uma luta interna de “porque Deus escolheu Moisés que não sabe nem falar e não escolheu a mim?”,esse comparativo natural é repugnante e escandaloso diante de Deus.

Sem, Cam e Jafé

A unção que está sobre uma autoridade.

Cam foi amaldiçoado pelo fato de ter exposto Noé, seu pai. Isso gerou consequência que podemos observar até hoje. Vemos a seriedade de uma bênção e também da maldição de uma autoridade, pois sobre ela está a unção de liberar o que é bom e o que é ruim. Por conta daquela maldição, se concentrou muita iniquidade sobre toda a descendência de Cam. Mas aqueles que aceitam Jesus como Senhor e Salvador, tem essas maldições quebradas, recebem o perdão de Deus e se tornam nova criatura.

Sem, Cam e Jafé e seus descendentes.

Jafé deu origem aos povos que irão se lançar contra Deus e tudo que se chama Deus, incluindo a Rússia hoje. O objetivo deles é governar o planeta, querem substituir Deus. Todos os sistemas políticos estabelecidos lá visam escravizar o povo para que eles tenham total domínio.

Os descendentes de Sem e Cam são mais fáceis de se converterem pois vem assolados de uma maldição, mas Jafé quer o governo, tem a síndrome do querubim. Esses são mais difíceis.

Não importa minha origem, o importante é ser nova criatura. Aqueles que foram lavados e justificados diante de Deus pelo sangue de Jesus, são a elite espiritual do universo! Precisamos ter essa realidade para ganharmos temor de Deus e levar as coisas do Senhor mais a sério!

Sem, Cam e Jafé

O julgamento divino e o recomeço.

O julgamento divino com água sobre a Terra, na época de Noé e seus filhos, mostra que a alma humana pode chegar num nível de corrupção que não há mais o que fazer, Deus precisa exterminar. Por isso vemos pessoas que não querem e não aceitam Cristo. Isso pode acontecer mesmo com quem é convertido e está na Igreja; muitos começam a repugnar Cristo e levam isso até o ponto de não suportarem mais o evangelho e saírem da Igreja.

A partir da família de Noé, depois do dilúvio, Deus estava fazendo um recomeço. Esse recomeço também acontece em nós, a nível de corpo (Jafé), alma (Cam) e espírito (Sem). 

A salvação está disponível para todos.

Os descendentes de Sem, os semitas, originam os que serão salvos, que irão nascer com temor de Deus em sua maioria. Deram origem ao judeus e árabes.

Cam foi sobre quem caiu a maldição do pai. Deram origem aos africanos, que até hoje são um país de terceiro mundo, porque ele não foi temente a Deus.

Noé não agiu errado amaldiçoando Cam, ele agiu como um ministro de Deus, manifestando a Sua justiça.

Não importa se alguém é descendente de Sem, Cam ou Jafé, a salvação está disponível gratuitamente para todos, todos podem ser salvos. O evangelho está aberto para todos; aqueles que ouvirem e Deus escolher, serão bem-aventurados!

Aitofel

Quando Deus mexe na área familiar, nos desequilibramos.

Aitofel foi um conselheiro de Davi e Salomão. Todo rei precisa de um conselheiro, pois a posição da um líder é muito solitária, então toda liderança precisa de alguém pra compartilhar.

Tudo indicava que ele seria fiel ao rei até o final, mas Davi adulterou com Betseba, que era sua neta, e ele considerou uma desonra com quem tanto ajudou o rei. Com isso, vemos que quando mexe na nossa área afetiva familiar, nos laços familiares de sangue, há um desequilíbrio no nosso caráter, esquecemos de Deus, a revolta e a justiça própria tomam conta do nosso coração. Isso aconteceu com Aitofel, a ponto dele apoiar Absalão futuramente contra Davi.

Não podemos misturar dons com fidelidade a Deus

Aitofel foi muito usado por Deus através dos seus conselhos ao rei, mas isso não demonstrava fidelidade a Deus. Sua relação com Deus era periférica, pois uma pessoa fiel ao Senhor, mesmo em situações de sofrimento, perdas, perto da morte, não quebra sua fidelidade a Deus. Aitofel não era assim, mas Davi era, por isso que Deus perdoou Davi do seu erro e o perdoou, enquanto Aitofel se enforcou.

Cuidado com a consciência!

Tamanha foi a acusação interna de Aitofel, a auto-reprovação, que ele tirou a própria vida. Nossa consciência pode acabar com o nosso ser se não tivermos cuidado com ela e não soubermos reagir com ela. A consciência serve para nos levar à confissão de pecado e arrependimento, não para nos matar, mas tem pessoas que preferem se matar do que se humilhar pra Deus, como foi o caso de Aitofel e Judas.

Deus vai trazer arranjos que irão mexer com os vínculos que temos que estão acima de Deus, e Deus vai pôr isso a prova.

Esdras – Parte 2

A importância de considerar as profecias.

Deus sempre trabalhou com profecias, desde a criação do homem. O Reino de Deus se move com a profecia. Profecia é a revelação da justiça e da injustiça, Deus diz o que é dEle e o que é de satanás. Se a profecia é de Deus, ela se cumpre, mas muitas fazem parte de um emocionalismo, com interferência das trevas, e essas não se cumprem.

Precisamos reconstruir os muros.

Os inimigos queriam impedir o avanço da obra, pois viram que ela estava avançando muito rápido. Hoje, Deus trabalha dentro de nós. Construir os muros é encher nossa alma do Espírito, para termos a proteção de Deus. Assim, nada de dentro nem de fora nos atinge, quando a nossa alma (Jerusalém), está edificada, com muros altos. Nesse processo de reconstrução dos muros, o inimigo sempre se levanta para atrapalhar.

Ao retornarem para Jerusalém, Esdras não quis escolta para voltar com os bens materiais. Isso mostra como a proteção de Deus é melhor que qualquer proteção natural. A proteção de Deus é completa, a natural não.

O serviço sacerdotal de Esdras.

A primeira coisa que Esdras fez em seu serviço sacerdotal foi levar o povo a desfazer os matrimônios contrários à vontade de Deus, pois ali estava o problema. Muitas vezes Deus tira pessoas e até desfaz matrimônios para retirar o inimigo de dentro de Jerusalém, da Igreja.

O cativeiro é necessário para crescermos em vida.

O cativeiro faz as pessoas pensarem que aquilo é o fim, mas não é. O cativeiro é um incentivo para que haja crescimento de vida, é uma obra divina para enxergarmos que estamos em um ambiente que não é de Deus, com adversidades, então precisamos nos superar. Existem pessoas dentro da Igreja que não crescem, então Deus precisa colocar essas pessoas no cativeiro, assim a dor faz a pessoa buscar a Deus. Nesses momentos de vale, de dificuldades, precisamos crer que o Senhor está conosco!